ASSU NET

ASSU NET

Rádio Princesa do Vale

Acompanhe a Rádio Princesa do Vale ao Vivo

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Justiça Comum nomeia José Carlos Brito como presidente provisório do Baraúnas.


Por ordem judicial, o advogado José Carlos de Brito(Foto) vai responder pelo Baraúnas até a próxima eleição do clube. A decisão, assinada pelo juiz José Herval Sampaio Junior, da 2.ª Vara Cível de Mossoró, atende parcialmente a liminar que pleiteava uma intervenção administrativa do Baraúnas de autoria do ex-presidente do time, João Dehon Rocha. “Nomeio o advogado José Carlos Brito como administrador provisório da Associação Cultural Esporte Clube Baraúnas até a data de 14 de janeiro de 2016, observando o biênio das eleições, autorizando-lhe a prática de todos os atos necessários à administração da entidade, sobretudo com vistas a realizar a eleição para a escolha da nova diretoria”, diz o documento redigido pelo juiz. A decisão pegou José Carlos Brito de surpresa, visto que o processo não cita o seu nome; apenas pedia a intervenção administrativa no clube como também a nomeação de João Dehon para o cargo de presidente provisório. “Foi uma surpresa para mim porque o meu nome não consta na ação. João Dehon foi o requerente e a ação solicitava que ele fosse o administrador provisório. Quero entender que o juiz lembrou do meu nome por eu ter assinado atas quando era advogado do clube”, comentou José Carlos. A ação foi movida na Justiça Comum por João Dehon diante da ilegitimidade administrativa do Baraúnas. Ultimamente, as eleições não tinham valor legal diante da falta de registro em cartório das atas do evento, portanto toda a diretoria estava irregular, com o time correndo risco de ser punido nas competições. A atitude de João Dehon recebe o respaldo irrestrito da Associação Atlética do Sítio Florânia (AASF), entidade criada há anos exclusivamente para preservar e cuidar do patrimônio do clube. “Desde 2007 que o Baraúnas não tem um presidente legal”, denunciou Marcos Antônio, integrante da AASF, em entrevista concedida à reportagem do DE FATO no mês passado. Naquela oportunidade, Marcos havia comentado sobre ação de intervenção deferida pela Justiça Comum, faltando apenas a nomeação do presidente provisório, o que aconteceu agora. “Entramos no caso para moralizar o Baraúnas e dar uma basta na brincadeira que faziam do clube. Felizmente, estamos organizando o tricolor”, comentou, satisfeito, Marcos. José Carlos Brito vai assinar a intimação nos próximos dias e, tão logo o faça, o advogado vai fazer as eleições no Baraúnas. Ele não tem interesse em presidir o clube.
Texto e Imagem de Marcos Santos/Da Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário