ASSU NET

ASSU NET

Rádio Princesa do Vale

Acompanhe a Rádio Princesa do Vale ao Vivo

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Meia do América-RN revela emoção com o pai e timidez frente às câmeras.

"Foi meu primeiro gol na Série C, primeiro gol na Arena das Dunas... O mais importante para mim". É assim que o jovem Mateus ainda festeja o gol que garantiu a vitória do América-RN sobre o Vila Nova, pela 14ª rodada da Série C do Brasileirão. O chutaço aos 49 minutos do segundo tempo deu ao Mecão a terceira colocação no grupo A, com 24 pontos. Contratado no início deste ano, esse foi apenas o segundo gol que Mateus faz com a camisa alvirrubra. Antes, pelo Alecrim, o jogador de 21 anos havia feito apenas três gols como profissional. A importância do feito para a equipe americana no campeonato, que briga para voltar à Série B, deixou o jogador emocionado, principalmente quando reencontrou seu pai, que estava na arquibancada da Arena das Dunas, acompanhando o jogo.
Mateus, meia do América-RN (Foto: Diego Simonetti/Blog do Major) 
Mateus comemora o gol da vitória do América-RN sobre
o Vila Nova (Foto: Diego Simonetti/Blog do Major)

Meu pai estava no jogo e chorou demais. Tudo que a gente veio fazendo (na carreira), ele começou a chorar. Eu fico muito feliz, de chegar em casa e ver ele chorando, orgulhoso de mim, algo que me deixa mais feliz ainda para permanecer jogando e agradar eles e a torcida do América-RN. Foi meu primeiro gol na Série C, primeiro gol na Arena das Dunas... O mais importante para mim - revelou o jogador.
Sobre o passo a passo do gol da vitória do América-RN, Mateus ressalta que o posicionamento dentro da área foi uma orientação do técnico Roberto Fernandes para que os jogadores americanos fiquem com o rebote e tenham a chance de marcar os gols. Foi intenso demais e aquele gol, aos 49 minutos, foi muito bom. A torcida todinha gritando... Série C é isso mesmo, é sofrimento até o final do jogo. Mas, se for para sair, de novo, no final do jogo e que a gente saia com a vitória, é o mais importante - planejou. Tímido e alheio às entrevistas, Mateus disse que ainda não se acostumou com o assédio da imprensa e dos torcedores. O meia americano contou que fica nervoso em frente aos microfones, mas que, na medida em que os jogos vão acontecendo, a pressão vai diminuindo. Mesmo assim, brincou ao dizer que é mais fácil jogar bola do que conceder entrevistas. Não estou acostumado com isso, não (conceder entrevistas). Primeira vez que estão me entrevistando, dá um nervosismo normal, mas a gente vai perdendo e tentando acertar nas próximas entrevistas. Não tenha nem dúvida que é mais fácil jogar bola. As entrevistas, pelo amor de Deus... Eu que sou sou tímido, eu fico cheio de vergonha, mas faz parte - desconversou.
Em crescimento
No dia a dia, Mateus é muito cobrado durante os treinamentos da equipe rubra no CT Abílio Medeiros, em Parnamirim. Apesar de ter um porte físico franzino, o jogador se destaca pela habilidade e pela velocidade com que trabalha a bola. Para manter a evolução na temporada e contribuir para a boa fase do América-RN na Série C, Roberto Fernandes quer que o meia faça mais em campo, principalmente marcando gols. O Mateus é um jogador que a gente busca corrigir algumas coisas nele, pois ele é jovem, não veio de uma base de um grande time, aonde se corrige muita coisa. Então, às vezes, ele perde um pouco da objetividade, mas ele tem um potencial muito grande. E eu falava para ele: você é meia, e meia diferenciado é que faz gol. Meia que faz firula tem um monte por aí. O meia que aparece por trás e faz o gol, esse meia é um cara diferenciado. E o Mateus começa a crescer, não é do dia para a noite, mas é legal ver o crescimento dele na temporada, desde a pré-temporada até o presente momento - analisou Roberto Fernandes. O próximo compromisso do América-RN será no sábado, contra o líder Fortaleza, na Arena das Dunas. O jogo está marcado para as 19h e é válido pela 15ª rodada do grupo A da Série C.
Por Natal

Nenhum comentário:

Postar um comentário