Pedrinho Eletromóveis

Pedrinho Eletromóveis

Rádio Princesa do Vale

Acompanhe a Rádio Princesa do Vale ao Vivo

domingo, 22 de novembro de 2015

É imoral no RN.

Eu sinceramente perco a “elegância” com tanto descaso de parte das autoridades deste Rio Grande do Norte velho de guerra, com o futebol. Perco a “elegância” quando vejo o descaso do Poder Público com um produto que gera emprego e renda e que em vários outros estados, recebe a atenção devida. Poderia citar aqui vários exemplos, mas vou ficar com apenas um, bem pertinho da gente, na boa e velha Paraíba, que tem desde 2008, o programa de educação tributária Gol de Placa, enquanto aqui temo o Gol Contra. Gol contra o futebol e quem vem sendo marcado por vários governos que ignoram solenemente a força e importância do esporte mais popular do pais.
Gol de Placa
O Governo repassa os ingressos para os clubes e as equipes ficam responsáveis por disponibilizar as entradas dos jogos aos torcedores. Durante a semana que antecede o jogo, os clubes criam postos de trocas, onde o torcedor entrega ao clube notas fiscais que totalizem 50 reais, que dão direito a um ingresso do programa. Pessoas beneficiárias de programas do Governo Federal como o Bolsa Família por exemplo, podem trocar notas que totalizem 10 reais por ingressos. Por cada ingresso trocado por notas fiscais do Estado da Paraíba, o Governo dá 10 reais ao clube, sendo que o limite máximo que o time pode disponibilizar por cada jogo é de 3 mil ingressos.
Gol de Placa I
Na temporada 2015, o Governo destinou 3 milhões e 200 mil reais ao programa de educação tributária, maior valor da história do Gol de Placa, para ser dividido para os dez clubes que participam do Paraibano. O Botafogo que foi campeão estadual de 2014 e um dos representantes na Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série C, teve direito a 105.272 ingressos. Depois veio o Campinense, que recebeu 56.894 ingressos, por ter sido o outro representante da PB nas Copas do Brasil e do Nordeste, e por ter sido o vice-campeão do ano passado. O Treze, recebeu 25.406 ingressos, já que foi o representante do estado na Série D e pela cota natural dos times que participam do estadual, mas não disputam o título, cuja cota é de 17.836. Quando termina o Paraibano, quem conquistar a vaga para a Série D recebe um adicional de 7.570 ingressos..
Gol contra
É o programa que existe no Rio Grande do Norte, onde o governo ignora solenemente o futebol. O Gol Contra no RN funciona assim: o Governador de plantão – faz tempo que é assim – desconhece ou faz que desconhece a força do futebol, não tem pelo esporte que gera emprego e renda nenhuma atenção, sob alegação que existe crise, que não pode isso, que não pode aquilo. De outro lado, vem a inoperância dos parlamentares da Assembleia Legislativa, que mesmo tendo vários deles ligados ao futebol, nenhuma ação efetiva é tomada no sentido de copiar, não precisam nem o trabalho de pensar, programas de sucesso como o que mostrei e que funciona em favor do futebol e do torcedor paraibano, além de estimular de forma direta a sonegação fiscal. Junta tudo, Governo Estadual e Assembleia Legislativa e está formado o timaço, autor do Gol Contra no futebol potiguar.
Por Marcos Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário