ASSU NET

ASSU NET

Rádio Princesa do Vale

Acompanhe a Rádio Princesa do Vale ao Vivo

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

TÉCNICO DO ASSU CONTA COM CONFIANÇA DE ATLETAS E ESPERA POTIGUAR NIVELADO.





Reginaldo Souza carrega consigo a confiança nos 32 jogadores
que tem a sua disposição (Foto: Divulgação/TV Camaleão)
“Na luta”. Assim, Reginaldo Souza definiu seu trabalho a frente do ASSU logo que atendeu ao telefonema feito pela reportagem. O treinador de 50 anos que tirou o time do Vale do Açu da Segunda Divisão Estadual no ano passado se prepara para o desafio de, pela primeira vez, exercer seu ofício na elite do futebol potiguar. “O campeonato é difícil, muito nivelado”, opina Reginaldo Souza sobre o Estadual que iniciará no próximo fim de semana. A missão do treinador fica mais complicada com a curta preparação feita pelo seu time. Afinal, “uma pré-temporada de 20 dias não é ideal”. No entanto, “é preciso se adaptar a realidade financeira de nossos clubes”, reconhece. Reginaldo leva a dificuldade com bom humor até porque nada parece ser mais difícil do que especificar sua própria naturalidade – no interior da Paraíba. “Sou de Itaporanga. Não, na verdade nasci em Campina Grande”. A confusão é explicada: “meus pais se separaram e então mudei para Itaporanga. Mas, hoje minha casa é em Caporã”, conta com tom risonho. Além do bom humor, o técnico paraibano carrega consigo a confiança nos 32 jogadores que tem a sua disposição. Segundo ele, quase metade desses atletas são remanescentes da Segunda Divisão. Os demais foram contratos ou vieram por meio de parcerias com empresários. O plantel é definido pelo treinador como um “time de guerreiros”. Tendo treinado vários times na Paraíba, a experiência no Rio Grande do Norte tem entusiasmado o treinador. “Já tinha recebido convite para trabalhar aqui (RN), mas nunca deu certo. Então, alguns amigos me chamaram para o ASSU. Fomos campeões invictos da Segunda Divisão e decidi me manter no clube”, conta.
Nascido para treinar
O técnico do ASSU tem uma história comum entre treinadores: se apaixonou pela bola ainda na infância, jogou profissionalmente, mas teve que pendurar as chuteiras prematuramente. “Meu envolvimento com o futebol vem de criança. Acompanhava meu pai no futebol amador”, conta Reginaldo. A carreira como atleta na década de 1990 durou apenas dois anos: “Em 92 e 93, depois de sete anos servindo ao Exército, joguei no Nacional de Cabedelo. Eu machuquei o joelho e não quis fazer cirurgia, me aposentei”, relata. Então veio a decisão de “estudar e trabalhar na comissão técnica”. Em 1999, após ter cursado Educação Física e ter trabalhado nas categorias de base do Botafogo-PB, treinava seu primeiro time profissional, o Confiança de Sapé (PB). A partir daí, migrou por vários clubes paraibanos até chegar ao ASSU – campeão potiguar do ano de 2009 e que, segundo o treinador, brigará pelas primeiras posições neste ano.
Foco no Estadual
Reginaldo Souza está focado na estreia do ASSU no Campeonato Potiguar. O Camaleão do Vale receberá o Baraúnas, no estádio Edgarzão, no próximo domingo (24). O treinador sabe que “vai ser difícil” e revela seu desejo: “Espero que minha equipe esteja bem e façamos nosso dever de casa”.
Por Ayrton Freire/Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário