ASSU NET

ASSU NET

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

FNF vai propor a candidatos ao governo inserir futebol no programa de arrecadação fiscal.

                                                     Foto: Jocaff Souza / FNF
Uma proposta chamou a atenção dos representantes dos clubes durante o conselho técnico do Campeonato Potiguar 2019, na tarde desta terça-feira, na Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF). Sugerido pelo diretor de marketing da entidade, Alan Oliveira, a FNF disse que irá consultar os candidatos ao governo, Fátima Bezerra (PT) e Carlos Eduardo (PDT), que disputam o segundo turno das eleições, sobre a inserção do futebol potiguar no programa de arrecadação fiscal. O principal objetivo é incentivar os torcedores a trocarem as notas fiscais por ingressos de jogos. O projeto agradou a todos os clubes presentes, que assinaram um termo de apoio à federação. Segundo o diretor de marketing da entidade, o projeto tem grande alcance social e impulsiona patrocínios, como ocorre na Paraíba e no Maranhão, estados que já implantaram o modelo e tem apoio de companhias de energia. A federação pretende fechar parceria com o governo e vai entrar em contato com os candidatos ao cargo majoritário do Rio Grande do Norte em breve para que eles assinem o termo de compromisso com o programa. - Por que funciona bem na Paraíba, no Maranhão e não pode funcionar bem no futebol do Rio Grande do Norte? A proposta da federação é convidar os candidatos ao governo, Carlos Eduardo e Fátima Bezerra, para que eles possam assumir um compromisso. Eleitos em 2019, que possam implantar esse programa de arrecadação. Isso vai ser fundamental para fortalecer o nosso futebol nesse novo momento - explicou Alan Oliveira. A federação vê o programa com bons olhos. Ela entende que a proposta pode melhorar a renda e atrair o público de volta aos estádios. O presidente da FNF, José Vanildo, confirmou que fará a cobrança aos candidatos e entende que o futebol profissional deve ser integrado às atividades permanentes dos planos de governo. - O que nós queremos é que haja essa compreensão por parte das autoridades, compreendendo a relevância do futebol. Daí a sugestão de se criar um ajuste, para ser levado a eles, para assumirem o compromisso de estudar essa possibilidade de apoiar o futebol como instrumento de divulgação e não com ações pontuais demagógicas de momentos políticos. Mas que passe a integrar uma ação permanente de governo em favor do esporte do Rio Grande do Norte - destacou o dirigente da FNF.

Por GloboEsporte.com — Natal

Nenhum comentário:

Postar um comentário